Em maio de 2021, escrevi um texto para o Blog e deixei no rascunho do bloco de notas do celular. Seria o segundo texto para o Viaje Brunita, além do texto inicial em que me apresento. Passaram 7 meses desde então. Faz também 1 ano e 9 meses que a pandemia começou (e ela ainda não acabou).

Por que eu não postei? Por que eu não escrevi mais? Não sei. Como uma boa viciada em Netflix, diria que essa é a minha “fase de bloqueio” igual à fase pela qual passam os personagens e escritores dos filmes e séries que assisto. Lembrei da série Valéria, em que a personagem principal, de mesmo nome, precisa viver certas fases na sua vida para retomar sua criatividade e intensidade, inclusive para escrever. O esboço do texto era esse:

“Parece mentira que há 1 ano entrávamos em quarentena devido a uma pandemia. Algo que parecia distante na realidade do século XXI, com tantos avanços na ciência e tecnologia.
A verdade é que a natureza nos exige descobertas e adaptações constantes. E, por mais que dominemos tantas áreas e tenhamos a racionalidade para isso, é importante que sempre respeitemos a natureza, que sempre respeitemos os outros seres vivos, que entendamos que não somos donos desse planeta, apenas o compartilhamos (e infelizmente o exploramos sem controle).
Sempre valorizei muito a natureza. Sempre aprendi com meu pai a olhar os animais, a me encantar com os pequenos detalhes da natureza, seja em uma praia, trilha, cachoeira.
Tive a oportunidade de apresentar um artigo sobre Gestão Empresarial Sustentável em dois eventos internacionais, um em Lima (Peru) e outro em um Cruzeiro (MSC Orchestra).
Então, não posso dizer que foi a pandemia que despertou meus sentidos e meu olhar para a natureza.
Mas posso dizer que, nesse sentido, pude passar mais tempo perto dela. Pude desacelerar, pude trabalhar respirando um ar mais puro, pude sonhar mais, pude me encontrar mais. Nos fins de tarde, pude ver gaivotas pescando para comer, urubus buscando alguma comida disponível na areia, pude fazer algumas trilhas, pude me encantar com árvores frondosas.
A natureza permite isso. Tem esse poder transformador.
Independente de qualquer possibilidade de afirmação clichê sobre a natureza, posso dizer que me senti e me sinto mais feliz assim.
Apesar de toda a tragédia e de todas as vidas desnecessariamente perdidas, que tanto nos entristecem, não posso deixar de sorrir para esses momentos perto da natureza. Acho que eles nos ajudam a ter fé. Acho que é saudável. Faz bem para a mente.
Em agosto de 2020, fizemos nossa primeira viagem na pandemia. Um final de semana na Praia do Rosa (Santa Catarina). Não saímos da pousada. Ficamos só aproveitando a vista e o barulho do mar.
E, em setembro de 2020, a primeira viagem da pandemia no RS. Nos hospedamos em Salvador do Sul…”.

Poderia retomar esse texto de onde parei, mas acho que não faria sentido. A Bruna de maio já não é mais a mesma de dezembro. Na vida, vamos nos transformando e nos autoconhecendo a todo momento. No entanto, existe algo que não podemos mudar: a passagem rápida do tempo. O Blog Viaje Brunita está completando 1 ano e 4 meses. Parece mentira. Aquele “parece mentira” do esboço ali em cima nunca fez tanto sentido. A vida está passando, e quantos projetos você também deixou, como eu, para depois?

Reflito que uma das possíveis razões para não ter escrito todo esse tempo foi imaginar que o conteúdo sobre o qual eu gostaria de escrever não seria tão relevante. Provavelmente, meu Blog não seria o mais completo, pois divido minha rotina com diversas outras atividades e não sou boa em otimizar meu tempo. E a verdade é que o Blog surgiu para ser um hobby sem pretensão, não um Blog de “Monte seu roteiro de 5 dias em Londres”. Amo esse tipo de Blog, mas aceito que, hoje, não é o que eu quero nem o que eu posso oferecer. Hoje eu tô “bloqueada” para esse estilo de escrita, principalmente pela falta de tempo.

Em compensação, estamos quase encerrando 2021, e eu queria retomar o Blog, sem pressão de 1 texto por semana, sem regras, sem comparações com outros Blogs.

Melhor fazer do jeito viável do que deixar algo interrompido e sem propósito.

Quem quiser ler e me acompanhar, eu vou amar!

Obrigada para quem vem aqui ainda e para quem está chegando.

De março de 2020 para cá, visitamos cerca de 200 municípios em 7 estados diferentes e passamos por 45 hospedagens.

Se quiser ver um pouco mais sobre essas viagens, no Instagram, você me encontra no perfil pessoal @brunabarela e no perfil do Blog @viajebrunita.

E me diz, sobre qual viagem você gostaria que eu escrevesse aqui no Blog?Responde aí nos comentários!

Você também pode gostar:

1 Comment

  1. Hello there! This post couldn’t be written any better! Reading through this article reminds me
    of my previous roommate! He constantly kept talking about this.
    I am going to forward this information to him. Pretty sure
    he’s going to have a great read. I appreciate you for sharing!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.